NOTA DE REPÚDIO

PELA MORTE DO JOVEM JOÃO PEDRO EM AÇÃO POLICIAL NO RJ

 

 

Vidas Negras Importam!

 

A Comissão Brasileira Justiça e Paz - CBJP repudia a ação policial criminosa que ceifou a vida do adolescente João Pedro Mattos (14), baleado na segunda-feira (18) dentro da casa de seu tio em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro, durante uma operação da Polícia Federal com apoio das polícias Civil e Militar fluminenses no Complexo do Salgueiro. 

A morte deste jovem é apenas mais um capítulo do quadro de extermínio da Juventude Negra que, há tempos, o Movimento Negro Brasileiro, os Movimentos Sociais e a CBJP denunciam, alarmados pela escalada crescente sem ação concreta do Estado para sua total extinção.

O jovem João Pedro brincava com os primos quando os agentes invadiram o imóvel e atiraram em sua barriga, sem oferecer qualquer tipo de ameaça ou resistência.

O Estado não pode ter uma polícia que preconiza a violência e o racismo diariamente contra a sua população, e vem transformando a juventude negra em alvo certeiro dos ditos desvios ou equívocos de operação, que têm se tornado padrão.

Nos solidarizamos aos familiares do jovem João Pedro, em sua dor e no anseio por justiça e nos somamos ao que o pai declarou em entrevista: “Quero dizer, senhor governador, que a sua polícia não matou só um jovem de 14 anos com um sonho e projetos, a sua polícia matou uma família completa, matou um pai, matou uma mãe e o João Pedro. Foi isso que a sua polícia fez com a minha vida”.

Brasília, 19 de maio de 2020

 

 

Comissão Brasileira Justiça e Paz