Notas Públicas

    O arcebispo de Belo Horizonte (MG) e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Walmor Oliveira de Azevedo, divulgou, nesta sexta-feira, 30 de abril, uma vídeo-mensagem destinada aos trabalhadores e às trabalhadoras do Brasil, por ocasião do 1º de maio, neste sábado, data que marca a conquista de direitos trabalhistas no mundo.

    Dom Walmor reforçou que a data, celebrada no mesmo tempo em que a Igreja faz  memória de São José Operário, interpela a Igreja a buscar formas de garantir trabalho digno a todos sem exclusões. Dom Walmor dedica, em sua mensagem, especial atenção aos trabalhadores da saúde que têm doado a vida em favor dos doentes, prestando serviços essenciais e contribuindo para mitigar os efeitos da pandemia.

    O presidente da CNBB lembrou também de cada trabalhador sem emprego, dos pequenos empreendedores angustiados pelas incertezas deste tempo e das famílias sem renda mínima. Em celebração ao dia dos trabalhadores e trabalhadoras, dom Walmor reforça a convocação à Igreja no Brasil: “É Tempo de Cuidar, fortalecendo a nossa rede de solidariedade ao mesmo tempo que cobramos políticas públicas efetivas”, disse.

    Lembrando o Papa Francisco, dom Walmor reforçou que são inseparáveis a oração a Deus e a solidariedade com os pobres e os enfermos. “O dia 1º de maio faz ecoar o que os bispos do Brasil pedem para este tempo: é cada vez mais necessário superar a desigualdade social no Brasil e o caminho é buscar uma política que não se submeta aos interesses econômicos”, apontou.

    Conheça a íntegra da mensagem do presidente da CNBB para o 1º de Maio:

     

     

    Confira também artigo que o presidente da CNBB publicou sobre o tema:

    Dom Walmor Oliveira de Azevedo Arcebispo de Belo Horizonte (BH) O Dia do Trabalhador, neste contexto de pandemia da COVID-19, evidencia ainda mais as muitas feridas do mundo do trabalho. As alarmantes estatísticas dos sem-trabalho sinalizam rostos sofridos e desesperançados.