Notas Públicas

    Para a Associação Cultural Pilão de Prata, em Goiás, o grupo "agiu violentamente de forma racista e criminosa"

    2 de maio de 2021, 22:19 h

    (Foto: Reprodução/Redes Sociais/Fabiana Pessoni)

    Revista Fórum - No mesmo dia em que bolsonaristas encheram a Avenida Paulista para “dar um recado” ao presidente Jair Bolsonaro de que estariam a favor de uma intervenção, um grupo se aproveitou dos trajes da Procissão do Fogaréu para estender faixas em apoio ao presidente na Cidade de Goiás, no sábado (1º). Associação cultural da cidade condenou o ato e enxergou que as roupas foram usadas para remeter ao grupo racista de extrema-direita Ku Klux Klan.

    A Associação Cultural Pilão de Prata divulgou nota repudiando “o ato organizado pelo grupo apoiador de Bolsonaro na manifestação ocorrida na cidade de Goiás em 01 de maio de 2021, que agiu violentamente de forma racista e criminosa criando aspectos de violência simbólica latente inspirados na seita Ku Klux Klan, assassina de povo negro”.

    “Mancharam o simbólico religioso da cidade de Goiás ao vestirem as indumentárias representativas da Procissão do Fogaréu, tão cara para a cultura de nossa cidade”, afirmam. A procissão acontece na quinta-feira Santa, portanto não há relação direta do uso das roupas com a festividade religiosa.

    Nas faixas apareciam os seguintes dizeres: “Nosso Brasil pertence ao Senhor Jesus (…) com Bolsonaro” e “Deus perdoe os torturadores”. Elas foram estendidas em frente à Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, um marco da religiosidade dos escravos na cidade.

    A historiadora goiana Natália Pessoni também condenou o episódio. “Transformar [o 1º de Maio] em um dia de verdeamarelismo e clamor por intervenção militar é um desrespeito ao povo e à democracia […] Já aqui vemos pessoas que subiram alguns degraus a mais na escalada de insanidades que estamos presenciando e normalizando nos últimos tempos. Essas imagens foram feitas da Cidade de Goiás e desde a primeira vez que as vi, enviadas pela Fabiana Pessoni, me causaram pavor imenso”, tuitou.

    Continue lendo na Fórum

    fonte: https://www.brasil247.com/brasil/com-roupas-em-alusao-a-ku-klux-klan-bolsonaristas-pedem-que-deus-perdoe-os-torturadores